Enciclopédia da Conscienciologia Home | Fale Conosco | Suporte
Conscienciologia
Enciclopédia
Holociclo
Holoteca
Tertuliarium
Programa Amigos da Enciclopédia
Histórico
Tornar-se Amigo da Enciclopédia
Doações
Eventos
Notícias
Quizz
Vídeos
Links
Fale Conosco

Holoteca

A Holoteca do Centro de Altos Estudos da Conscienciologia (CEAEC) é um ambiente cultural destinado à pesquisa e exposição de artefatos do saber. São compêndios, filmes, selos, moedas, conchas, fotos, registros sobre personalidades e invenções que se destacaram ao longo do tempo.

Na Holoteca – do Grego, holos, “total, inteiro, completo”; e theke, “coleção, local de guarda de coleções” – estão expostos 691.115 itens entre objetos e livros escritos em 20 idiomas, provenientes de 54 países.

Todo esse acervo cultural de valor inestimável está classificado em 276 coleções de artefatos do saber (tecas). A Biblioteca, com 82.106 obras, é especializada em fenômenos parapsíquicos – que vão além dos cinco sentidos humanos. A Gibiteca, com acervo de 30 mil revistas em quadrinhos de 22 países e em 16 idiomas está entre as maiores da América Latina. A Periodicoteca reúne periódicos técnico-científicos publicados por mais de 100 instituições de ensino superior, nacionais e internacionais. Outra seção de destaque é a dos Periódicos do Mundo Inteiro.

São 3.982 jornais procedentes de diversas cidades e países. Todo o acervo é usado para a pesquisa em Conscienciologia. Os artefatos do saber são considerados recursos para a expansão dos atributos conscienciais, como por exemplo, a intelecção, a associação de idéias, o discernimento, a memória, entre outros. Funcionam ao modo de ferramentas evolutivas, criando oportunidades de auto-evolução para quem quer priorizar o estudo de si mesmo A classificação e o estudo de selos, reunidos na Filatelioteca, por exemplo, estimulam o desenvolvimento da razão, da atenção con¬cen¬tra¬da, do juízo crítico e da organização, entre outros atributos da consciência.

A prática de colecionar requer detalhismo e exaustividade quanto às características peculiares de cada selo, tais como, forma, cor, filigrana, denteado, desenho e legenda.

A Holoteca também conta com a Numismatoteca, coleção de moedas, notas e objetos mone­tiformes; a Conquilioteca, coleção de conchas, o envoltório rígido de calcário, típico da maioria dos moluscos; a Sinoteca, coleção dos artefatos do saber relacionados à China, incluindo livros, fotos e obras de arte.

A reunião dos artefatos do saber num único local faz da Holoteca uma central de Ciência, ponto de encontro e interação de pesquisadores e estudiosos de diversas áreas do conhecimento humano, em busca de esclarecimento quanto aos fatos do universo multidimensional.

A visita a Holoteca pode transformar a maneira como até então se percebiam os objetos à volta. As exposições dispostas neste ambiente buscam captar o olhar detido, curioso, inquiridor e detalhista aos artefatos culturais, para descortinar um mundo de conhecimentos em geral pouco explorado.

A Holoteca – centro de documentação da Conscienciologia ou megacentro dos artefatos do saber – está aberta diariamente ao público para visitação das 9 às 19 horas. Há exposições permanentes e temporárias.

Holoteca tem 68 anos de idade

A Holoteca começou a ser constituída em 1941. Foi quando Waldo Vieira, na época com nove anos de idade, conseguiu uma estante para organizar os mais de 1.200 livros em cinco idiomas que faziam parte da biblioteca pessoal. Aos poucos, o acervo foi sendo ampliado com materiais de diversas áreas do conhecimento. Vieira teve oportunidade de adquirir bibliotecas particulares e trocar objetos e publicações com outros colecionadores. Em 1996, as primeiras obras foram trazidas do Rio de Janeiro para Foz do Iguaçu. Aos poucos, o acervo foi organizado e classificado para então, no ano de 2000, ser transferido para o atual prédio da Holoteca.

Sugestões para Pesquisadores(as) da Holoteca

Faça da Holoteca o seu labcon. A partir da experiência compartilhada com pesquisadores e pesquisadoras da Holoteca, elaboramos algumas dicas para melhor aproveitamento deste laboratório mentalsomático, com vistas à otimização do tempo consciencial com autoconscientização multidimensional.

1. Organização. Prepare-se para seu experimento.
a. Horário. Estipule você mesmo um horário para estudar.
b. Rotina. Designe sua rotina útil.
c. Papel. Traga papel para anotações.
d. Caneta. Tenha sempre à mão caneta e destaca texto para anotações.
e. Água. Beba água para hidratar seu soma.

2. Fenômenos. Assuma postura de predisposição parapsíquica a fim de expandir suas possibilidades de pesquisa.
a. Leitura. A concentração na leitura favorece a descoincidência holochacral.
b. EV. Promova EVs profiláticos e observe a condição de estado vibracional espontâneo.
c. Amparadores. Fique atento à orientação e monitoria extrafísica especializada.
d. Companhias. Repare nas companhias intra e extrafísicas que estão compartilhando o es¬paço da Holoteca ao mesmo tempo em que você. Interaja.

3. Leitura. Planeje sua consulta, faça um exercício de profissionalizar sua pesquisa.
a. Objetivos. Estabeleça um foco para seu estudo, no entanto, fique aberto às associações, correlações e desdobramentos.
b. Prioridade. Se você estiver interessado em diversos temas, faça uma lista de prioridades.
c. Acervo. Visite todas as tecas para conhecer o acervo.
d. Aquecimento. Toda leitura tem o momento de aquecer os neurônios (aperitivo intelectual).
e. Energia. Toda interação tem o assentamento das energias (acalmia holossomática).
f. Aprofundamento. Depois do aquecimento, vem o aprofundamento (imersão na pesquisa).

4. Desvios de atenção. Saiba discernir a interação que favorece a pesquisa sincronicamente, daquela que inaugura a dispersão e muitas vezes inviabiliza inoportunamente o estudo ao qual nos propomos.
a. Notebook. Evitar fixar a atenção nos e-mails e Internet, ao invés de direcionar a atenção para a leitura. A Internet está disponível em qualquer lugar. b. Lanches. Utilize a área reservada para alimentação. Cuidado com excessos: refrigerantes, lanches, doces, cafés. c. Amigos. Sendo a Holoteca local de vários eventos, muitos pesquisadores que passam por ali, podem ser conhecidos seus. Evite dispersão. d. Livros. O usuário da Holoteca pode fazer retiradas de três obras a cada vez. Tenha o foco na objetividade, fixe a atenção nos livros retirados, faça a leitura exploratória destas obras, aprofunde assuntos selecionados, registre tudo, faça o fichamento da obra, devolva os livros e, somente então, retire outras obras.

5. Evitações. O convívio sadio requer bom tom.
a. Levantar da cadeira. Poderão existir momentos em que parece irresistível levantar da cadeira. Lembre-se que nem todas as consciexes querem ver você estudando, há aquelas que não suportam o ambiente mentalsomático.
b. Deslumbramento. Diante de tantos artefatos do saber, procure manter a autocrítica.
c. Conversar. Evite conversar enquanto outros estão pesquisando. Caso seja inevitável, monitore o tom da sua voz.
d. Celular. Deslique o seu celular ou programe o toque silencioso. Saia da Holoteca para atendê-lo.
e. Irritação. Ao perceber-se antagônico(a) ou irritado(a), exteriorize energias e aproveite a oportunidade para auto-análise.
f. Acervo. Preserve o acervo. Não faça anotações, marcas ou dobras nos livros.

6. Resultados. O melhor uso do espaço público da Holoteca gera resultados positivos ao modo destes listados abaixo.
a. Conscienciometria. Incremento na autopesquisa.
b. Continuísmo. Fluxo livre de pensamento.
c. Criatividade. Associação de idéias.
d. Equipe. Percepção de ampadores.
e. Euforin. Estado de alegria.
f. Primener. Estado de primavera energética.
g. Redes. Entrelinhamento lógico.
h. Verpons. Acesso às idéias originais.

Ambiente Exclusivo

Usuário:

Senha:

Esqueceu sua senha?

Banco de Verbetes

15/12/2017, Sexta-feira

PROJEÇÃO CONSCIENTE SEQUENCIAL (PROJECIOLOGIA)

14/12/2017, Quinta-feira

AUTEXPERIMENTAÇÃO GASTRONÔMICA (AUTEXPERIMENTOLOGIA)

Vídeos

Não acredite em nada. Nem mesmo no que você ler neste website.

EXPERIMENTE

Tenha suas próprias experiências pessoais.